Bush x Laden

Imprimir

 

Ou Cristãos x Islamitas? 

Sabemos que o cristianismo iniciou-se com o nascimento de Jesus, justamente naquela região, aonde hoje se volta a atenção do mundo devido a existência ali de Osama bin Laden. Seis séculos depois, nasceu Maomé, com idéias um pouco diferentes dos ensinamentos do Rabi da Galileia. Aquele povo acatou melhor aquela nova crença e o cristianismo foi completamente eliminado e esquecido ali. Mas na Europa ocidental a fé cristã já se achava totalmente assimilada pela população. O papado mantinha a religião e havia, mais ou menos, harmonia e paz no Continente. Foi o Papa Urbano II, em 1096, quem iniciou a pregação das Cruzadas a fim de libertar o Santo Sepulcro do domínio muçulmano (maometano ou islamita). A partir dessa data até 1291, quase duzentos anos, portanto, foram organizadas várias cruzadas. E o que eram as Cruzadas? Expedições militares empreendidas por cristãos europeus, reis poderosos e os principais senhores feudais. A finalidade maior era a defesa da fé Cristã contra o Islame, mas não excluía o desejo de conquistar terras, riquezas e poder. E para isso se empregava toda sorte de maldades.

Naquele tempo as armas de guerra eram a espada e a lança; a batalha era, portanto, corpo a corpo, nada a distância; a crueldade reinava em toda sua forma, lado a lado. Duzentos anos de Cruzadas com poderosos exércitos não conseguiram debilitar a força do Islamismo.

Procurei e não encontrei uma versão sequer do Alcorão no idioma português; consegui, entretanto algumas orações islâmicas em Esperanto e pude constatar em seu conteúdo, o encanto com que podemos sentir, em nossa alma, as belezas da vida e do amor. Vê-se que as deturpações não são nem do Cristianismo e nem do Islamismo, mas sim dos cristãos e muçulmanos que não conseguiram entender e praticar a profunda filosofia contida nos verdadeiros ensinos de Cristo e de Maomé.

Bush disse que essa guerra pode durar meses, anos ou décadas e que ela não é de cristãos contra islamitas e sim contra o terrorismo. Estamos vendo o povo islâmico se armando contra os Estados Unidos. Ao lado deste está a maioria dos paises cristãos e ninguém teve ainda a coragem de gritar que essa guerra é sim de cristãos contra maometanos. Como há muita hipocrisia no ar, no fundo dessa história podemos afirmar que assim é.

Que horror será para a humanidade se tivermos outros duzentos anos de luta religiosa! O planeta não suportará tanto. Será destruído antes. Amor, tolerância e humildade são os ensinamentos tanto do cristianismo quanto do islamismo. Abracemos, oh gente, esse lema e a paz, certamente, reinará na Terra.

Lavras, 19 de julho de 2007

Luiz Teixeira da Silva

Friday the 24th.