Zé Destro - Apresentação

Imprimir

 

Não nos resta dúvida de que o livro mais famoso do mundo ocidental, a Bíblia, guarda verdades ainda inacessíveis à atual inteligência humana, que não podem ser contestadas com risco de cair-se em erro, em decorrência de parco conhecimento que ainda detemos da realidade fenomênica. Estamos certos, entretanto, de que o Texto Sagrado, tido por muito como ditado diretamente por Deus, transporta legítimos absurdos, sobretudo quando tomados ao pé da letra, como ainda acontece em nossos dias. Muitos deles ferem-nos a razão, sendo verdadeira heresia continuar imputando-os à Sabedoria suprema que criou o Universo, sendo mais coerente responsabilizá-los pelos próprios homens, segundo os particulares interesses que os moviam.

Nesse propósito, não nos move a mínima intenção de menosprezar o Livro Divino, como o faz o agnosticismo moderno, mas enfrentá-lo com a razão amadurecida do século XXI, que já não pode mais aceitar arcaicas tradições e costumes desairosos, já de muito superados pelo nosso progresso. Livre dessas máculas seculares, certamente que ele demonstrará toda a beleza que se oculta em suas sacrossantas revelações, oriundas seguramente de uma inspiração muitíssimo superior, sob a égide do Alto.

Nesta obra que temos em mãos, o fictício Zé Destro escreve cartas como se respondesse a outro personagem também imaginário, o Juca, e através delas o autor expressa o seu pensamento a respeito da Bíblia e os paradoxos que ela suscita para nosso pensamento moderno. Zé Destro representa as mentes maduras de nossos dias, que já não podem mais admitir um Deus antropomórfico, apresentado como um ser humano agigantado, um autocrata sentado nas estrelas, dono de caprichos e atributos que nos são próprios, a exigir adoração e o servilismo da humanidade. Dotado do bom senso, Zé Destro questiona, raciocina e tira conclusões que atendem, não aos desejos particulares de qualquer seita religiosa, mas sim à nossa razão pura e simples, que perquire para melhor compreender e crescer rumo ao verdadeiro entendimento do Criador.

Acompanhe suas missivas, reunidas neste pequeno, porém precioso livreto. Conciso, objetivo, ele não tergiversa e não almeja tampouco destruir as mais legítimas crenças que embasam a fé cristã. Em linguagem clara e simples, porém utilizando-se de inteligentes argumentos, ele anseia carrear-nos para uma compreensão superior, suscitando-nos evadir da interpretação literal da Palavra Sagrada, escoimando-a do inevitável contágio da ignorância humana.

E ao final, Zé Destro convence-nos de que, abastecidos pelo conhecimento científico moderno, precisamos buscar outras maneiras de entender o conteúdo divino inserido nos textos bíblicos, extraindo-lhes as lições morais de que tanto necessitamos para reformar nossas condutas, ainda distanciadas do verdadeiro bem, e implantar na Terra o Paraíso celeste.

Em forma de artigos, essas cartas foram publicadas separadamente no jornal Tribuna de Lavras, fazendo grande sucesso entre os leitores lavrenses. Reunidas neste livreto, podem agora ser apreciadas por todo aquele que almejar alcançar a Deus pelas vias da fé raciocinada, evadindo-se da amofinada linguagem que, infelizmente, continua a entremear o Sagrado Livro da Cristandade.

 Boa leitura!

 Gilson Teixeira Freire

Wednesday the 20th.